No Mesmo Lugar – João Mineiro e Marciano

No Mesmo Lugar - João Mineiro e Marciano

Introdução: E A A D A E A E

 

A                       D                    A 
Nem mesmo outro rosto bonito me faz te esquecer 
                             D            E 
Nem mesmo o sabor de outra boca te substitui 
      D                                          A 
Nem mesmo o melhor dos  momentos nos braços de alguém  
   E                                       A 
Fará com que eu seja outra vez o mesmo que fui  

Refrao
   E                                   A 
A vida têm horas difíceis pra gente passar  
  E                   D              A   
Pedaços quase impossíveis de se entender 
       D               E               A 
Porque uma coisa estranha marcou nosso fim  
              F#m                Bm 
Um pobre qualquer foi tirá-la de mim  
              E                A 
Se nem mesmo Deus me tirou de você  

A                     D                   A 
Me sinto pregado em você que já é minha cruz 
                       D                  E 
Nem mesmo com mil orações consegui me livrar  
   D                                 A 
Você se livrou facilmente e saiu por aí  
       E                             A 
Eu saio porém eu me sinto no mesmo lugar  

Refrao

 


 

Seu Amor Ainda é Tudo – João Mineiro e Marciano

Seu Amor Ainda é Tudo - João Mineiro e Marciano

 

Dm                                  Gm
Muito prazer em revê-la… você está bonita
A                                        D    A
Muito elegante mais jovem… tão cheia de vida
Dm                                         Gm
Eu ainda falo de flores…e declamo o seu nome
A                                              D    A
Mesmo os meus dedos me traem… disco o seu telefone

D                                             G
É, minha cara, eu mudei minha cara… mas por dentro eu não mudo
Em                                   A               D         A
O sentimento não para, a doença não sara, seu amor ainda é tudo… tudo
D                Bm             Em
Daquele momento até hoje esperei você
A                                D       G   A
Daquele maldito momento até hoje… só você
D                     Bm                    Em
Eu sei  que o culpado de não Ter você… sou eu
     A                               D   A
E esse medo terrível de amar outra vez… é meu

Dm                                   Gm  Gm
Sei não devia dizer… disse… perdoa
A                                             D    A
Bem que eu queria encontrá-la e sorrir numa boa
Dm                                        Gm  Gm
Mas convenhamos a vida nos faz… tão pequenos
A                                        D   A
Nos preparamos pra muito… choramos por menos

D                                            G
É, minha cara, eu mudei minha cara… mas por dentro eu não mudo
Em                                   A               D         A
O sentimento não para, a doença não sara, seu amor ainda é tudo… tudo
D                Bm             Em
Daquele momento até hoje esperei você
A                                D       G   A
Daquele maldito momento até hoje… só você
D                     Bm               Em      
Eu sei  que o culpado de não Ter você… sou eu
     A                               D   A
E esse medo terrível de amar outra vez… é meu

 


 

Se eu não puder te esquecer – João Mineiro e Marciano

Se eu não puder te esquecer - João Mineiro e Marciano

Intro: F G Em A Dm G C G

 

C
Se eu não puder te esquecer
                   G
Mando dizer numa flor
 Dm
Mando uma estrela avisar
 G                   C  G
Que o velho amor acordou
 C 
Se não puder me esquecer
                 G
Basta dizer por aí
 Dm 
Quando você sussurrar
 G                C   C
Meu coração vai ouvir

      F      G      C    :  
Esquecer, difícil demais  :
    Am       Dm           :
Ninguém é capaz           :
    G         C     C   :    
Se amou um pouquinho      :
      F      G        C  :
Esquecer, você nem pensar :
   Am           Dm        :
E quando eu tentar        :
          G    C         :
Que eu morra sozinho 

 


 

Se eu não puder te esquecer – João Mineiro e Marciano

Se eu não puder te esquecer - João Mineiro e Marciano

Intro: F G Em A Dm G C G

      

C
Se eu não puder te esquecer
                   G
Mando dizer numa flor
 Dm
Mando uma estrela avisar
 G                   C  G
Que o velho amor acordou
 C 
Se não puder me esquecer
                 G
Basta dizer por aí
 Dm 
Quando você sussurrar
 G                C   
Meu coração vai ouvir

      F      G      C    :  
Esquecer, difícil demais  :
    Am       Dm           :
Ninguém é capaz           :
    G         C      :    
Se amou um pouquinho      :
      F      G        C  :
Esquecer, você nem pensar :
   Am           Dm        :
E quando eu tentar        :
          G    C         :
Que eu morra sozinho 

 


 

Minha Serenata – João Mineiro e Marciano

Minha Serenata - João Mineiro e Marciano

Intro: A  E  A  E  A  E  A

 

 A         E          A        E     D        A
Nesta rua deserta e calma no silencio da madrugada
 E        D         A                      E
Eu canto esta serenata para ti, oh minha amada.
   A           E       A    E     D        A
Não sei se estás dormindo ou se estás acordada
   E      D         A
Somente com meu violão
                    E          D   E     A
Ofereço-te esta canção nesta noite enluarada.

  D
Você sabe mulher, você sabe
  A
O motivo que vivo cantando.
E
Você sabe mulher, você sabe
          D      E         A
Porque às vezes canto chorando.

A        E           A      E    D        A
Meu bem se estás ouvindo, acenda a luz de fora
 E       D         A                      E
Venha me ver na janela, abrace, me beija agora
A          E       A         E         D         A
Estrelinha do infinito que brilha no romper da aurora
E      D           A
A ti darei minha vida
                       E       D      E       A
E tenho esperança querida que serás minha senhora.

  D
Você sabe mulher, você sabe
  A
O motivo que vivo cantando.
E
Você sabe mulher, você sabe
          D      E       A
Porque às vezes canto chorando.

 


 

Paixão Proibida – João Mineiro e Marciano

Paixão Proibida - João Mineiro e Marciano

 

G
Louca história de amor
    D
Somos nós
C             D            G
Mesmo correndo perigo é gostoso demais
D                            G
As nossas vidas marcadas por essa paixão proibida
     D      C          G
A minha vida em sua vida
G                            D
Longe dos olhos tão perto do coração
C            D                      G
Quanto maior a distância, maior a emoção
 D                        G
Desejo e juras secretas e essa paixão escondida
    D  C         G
A sua vida em minha vida

    D                  G   
A paixão proibida é delirio é loucura
                 C
Não tem certo ou errado.
    D                          G
Inocente ou culpado esse amor não tem cura
    D                      G    
A paixão proibida quando acende uma chama
    C
É inverno, é verão
          D                   G
É na cama, no chão, a gente se ama…

 


 

Boate Azul – João Mineiro e Marciano

Boate Azul - João Mineiro e Marciano

Am                                        G
Doente de amor procurei remédio na vida noturna.
               F                              E   A
Como a flor da noite em uma boate aqui na zona sul.
          Dm                               Am
A dor do amor é com outro amor que a gente cura.
            E                             Am     A
Vim curar a dor deste mal de amor na boate azul.
           Dm                                     Am
E quando a noite vai se agonizando no clarão da aurora.
       E                                 Am      A
Os integrantes da vida noturna se foram dormir.
            Dm                                   Am
E a dama da noite que estava comigo também foi embora.
               F                E            A
Fecharam-se as portas sozinho de novo tive que sair.

            E                   D              A
Sair de que jeito, se nem sei o rumo para onde vou.
                                E             D                A
Muito vagamente me lembro que estou. Em uma boate aqui na zona sul
          E             D                  A
Eu bebi demais e não consigo me lembrar se quer.
                          E               D     E        A
Qual era o nome daquela mulher, a flor da noite da boate azul.

( Dm  G  C  F  Dm  E  Am  A )

           Dm                                     Am
E quando a noite vai se agonizando no clarão da aurora.
       E                                 Am      A
Os integrantes da vida noturna se foram dormir.
            Dm                                   Am
E a dama da noite que estava comigo também foi embora.
               F                E            A
Fecharam-se as portas sozinho de novo tive que sair.

            E                   D              A
Sair de que jeito, se nem sei o rumo para onde vou.
                                E             D                A
Muito vagamente me lembro que estou. Em uma boate aqui na zona sul
          E             D                  A
Eu bebi demais e não consigo me lembrar se quer.
                          E               D     E        A
Qual era o nome daquela mulher, a flor da noite da boate azul.

 


 

A Procura da Paz – João Mineiro e Marciano

A Procura da Paz - João Mineiro e Marciano

Introdução: C G D G C G D G  

 
G                             C             
Vou fugir de ti a procura da paz  
      G          D               G 
Olhando  teu rosto já sofri demais  
                  C                G 
Rezei pra Jesus qual o mal que eu fiz  
                D                 G 
Eu quero um lugar pra poder ser feliz 
                          C 
Me dá tuas mãos e vamos sair  
G                                   D  
Vou lhe contar tudo antes de eu partir  
G                    C                  G 
Eu quero ir pra longe pra não mais te ver 
                    D                  G 
Talvez não te olhando eu consiga esquecer.  
 
    C                         G            D                G 
E no colorido do teu rosto lindo vejo meu ciúme aumentando mais  
               C                     G                D             G 
Vivendo aqui perto só tenho um tormento por isso que vou procura da paz  
                 D                G            D               G  
Enxugue seu pranto e não chores mais na realidade eu te amo demais, 
                   C              G                D                G 
Mas nunca se esqueça que eu te falei porque em silencio por ti chorarei.  
 
G                                  C 
Levanta teu rosto não peca esperança  
    G             D                  G 
Tudo isso é ilusão de você, tão criança  
                      C             G 
E todo esse amor guardo em meu coração  
          D                G 
Te amo demais e esta é a razão  
                                       C 
Preciso ir de pressa meu tempo é perdido  
   G                                 D 
Quero acariciar seus cabelos compridos  
    G            C                 G 
É melhor ir agora e bom pra nós dois  
                    D             G 
Tentar esquecer pra não sofrer depois
  
    C                         G            D                G 
E no colorido do teu rosto lindo vejo meu ciúme aumentando mais  
               C                     G                D             G 
Vivendo aqui perto só tenho um tormento por isso que vou procura da paz  
                 D                G            D               G  
Enxugue seu pranto e não chores mais na realidade eu te amo demais, 
                   C              G                D                G 
Mas nunca se esqueça que eu te falei porque em silencio por ti chorarei.

 

 


 

Ainda ontem chorei de saudade – João Mineiro e Marciano

Ainda ontem chorei de saudade - João Mineiro e Marciano

 

C              Am                   Dm
Você me pede na carta que eu desapareça
    G                                         C      G
Que eu nunca mais te procure pra sempre te esqueça
C                  Am                Dm
Posso fazer sua vontade atender seu pedido
G                                    C         G
Mas esquecer é bobagem é tempo perdido

(refrão)
C                           G
Ainda ontem chorei de saudade
                                 C       G
Relendo a carta, sentindo o perfume
C                                   G
Mas que fazer com essa dor que me invade
                                C        G
Mato esse amor ou me mata o ciúme

(intro)

C                Am                  Dm
O dia inteiro te odeio, te busco, te caço
G                                             C       G
Mas em meu sonho de noite te beijo e te abraço
C                    Am                       Dm
Porque os sonhos são meus ninguém rouba e nem tira
G                                           C        G
Melhor sonhar na verdade que amar na mentira

(refrão)
C                            G
Ainda ontem chorei de saudade
                                  C     G
Relendo a carta, sentindo o perfume
C                                      G
Mas que fazer com essa dor que me invade
                                C      G
Mato esse amor ou me mata o ciúme

 


 

Amor e Amizade – João Mineiro e Marciano

Amor e Amizade - João Mineiro e Marciano

 

Introdução: Am D G Dm D G  
 
"É isso ai amigo amor e amizade  } 
                                 }  falado      
Dia sim dia não, deixa cair"     } 
  
G         D                    G 
Sou sua vida você é meus momentos 
                                     Am 
Além de muito amor nós somos bons amigos 
                                    D 
Amamos por desejo, não existe obrigação 
                                      G 
Me dou bem com você e você se dá comigo 
              D                           G 
Num dia nós amamos no outro dia compreendemos 
               G                      C 
Juntamos os problemas e tentamos resolver 
                                   G 
Amor e amizade é a receita principal 
               Am       D           G  
Felicidade existe para quem sabe viver. 
 
      D         G        D                    G   
Dia sim…. dia não a gente se explica sem ofensa 
                   D                       G 
Se eu falo você pensa o importante é conversar 
      D         G        D                 G   
Dia sim …dia não a gente se abraça se devora 
                        D                     G 
Nem vê o tempo indo embora quando é hora de amar 
 
 G             D                        G 
Nós somos amigos de causar bastante inveja 
                                        Am 
Temos muito amor pra ninguém botar defeito 
                                       D 
Gosto de você do jeitinho que eu conheço 
                                         G  
Você gosta de mim como sou de qualquer jeito 
               D                    G 
Amamos por desejo não existe obrigação 
                 G                     C 
Não temos fingimento do defeito de verdade 
                                       G 
Podemos repetir o nosso amor no mesmo dia 
                Am         D           G  
Porém tudo depende do momento e da vontade