Prá Não Dizer Que Não Falei Das Flores – Geraldo Vandré

Prá Não Dizer Que Não Falei Das Flores - Geraldo Vandré

Tom: D
 

( Em D ) com vocalização

      Em     D            Em                D 

 

     Em         D         D           Em
Caminhando e cantando e seguindo a canção
      Em     D            D        Em
Somos todos iguais braços dados ou não
      Em                 D           Em
Nas escolas nas ruas, campos, construções
     Em         D         D           Em
Caminhando e cantando e seguindo a canção

Refrão:
G            D             D           Em
Vem, vamos embora, que esperar não é saber
     Em         D           D          Em
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer (2x)

      Em       D               Em            D
 

Em    D                               Em
Pelos campos há fome em grandes plantações
Em    D                             Em
Pelas ruas marchando indecisos cordões
         Em       D              D       Em
Ainda fazem da flor seu mais forte refrão
         Em       D        D            Em
E acreditam nas flores vencendo o canhão

(Refrão)

      Em            D                   Em                 D
 

Em           D                  Em
Há soldados armados, amados ou não
Em           D                   Em
Quase todos perdidos de armas na mão
          Em            D          D       Em
Nos quartéis lhes ensinam uma antiga lição
        Em          D        D          Em
De morrer pela pátria e viver sem razão

(Refrão)

 

Em           D                       Em
Nas escolas, nas ruas, campos, construções
Em           D                   Em
Somos todos soldados, armados ou não
     Em            D         D            Em
Caminhando e cantando e seguindo a canção
     Em          D         D           Em
Somos todos iguais braços dados ou não
Em           D                   Em
Os amores na mente, as flores no chão
Em           D                    Em
A certeza na frente, a história na mão
    Em            D          D           Em
Caminhando e cantando e seguindo a canção
      Em          D          D        Em
Aprendendo e ensinando uma nova lição

(Refrão) 2x

 


 

Você se Lembra – Geraldo Azevedo

Você se Lembra - Geraldo Azevedo

 

D          A              Bm7
Entre as estrelas do meu drama
G     F#m              Em
Você já foi meu anjo azul
A         G          D
Chegamos num final feliz
   G         Em        A7
Na tela prateada da ilusão
D       A          Bm7
Na realidade onde está você
G        F#m        Em
Em que cidade você mora
          A              D
Em que paisagem em que país
   G            Em          A7
Me diz em que lugar, cadê você

         Bm7
Você se lembra
   C         A
Torrentes de paixão
  D            C
Ouvir nossa canção
  G           D
Sonhar em Casablanca
        Em         C
E se perder no labirinto
            A7
De outra história
D      A        Bm7
A caravana do deserto
 G     F#m          Em
Atravessou meu coração
             A          D
E eu fui chorando por você
  G         Em          A
Até os sete mares do sertão
          Bm7
Você se lembra

 


 

Táxi Lunar – Geraldo Azevedo

Táxi Lunar - Geraldo Azevedo

 

Em     D     C    Bm
Ela me deu o seu amor, eu tomei
Bm      A    G       F#m
No dia dezesseis de maio viajei
Em      D    C    Bm
Espaçonave atropelado, procurei
  Bm    A    G    F#m
O meu amor aperreado

Bm               C#m
Apenas apanhei a beira mar
D       C#m             Bm
Um Taxi pra estação lunar

Em     D     C   Bm
Bela, linda, criatura bonita

Bm     A    G       F#m
Nem menina, nem mulher
Em     D    C     Bm
Tem espelho no seu rosto de neve
Bm     A    G      F#m
Nem menina, nem mulher

Bm                C#m
Apenas apanhei na beira mar
D       C#m             Bm
Um taxi prá estação lunar

Em    D  C   Bm
Pela sua cabeleira vermelha
Bm     A    G         F#m
Pelos raios desse sol lilás
Em    D   C      Bm
Pelo fogo do seu corpo, centelha
Bm     A    G      F#m
Pelos raios desse sol

Bm                C#m
Apenas apanhei na beira mar
D       C#m             Bm
Um taxi prá estação lunar

Bela, Linda, criatura…

 


 

Ai Que Saudade Docê – Geraldo Azevedo

Ai Que Saudade Docê - Geraldo Azevedo

 

[Intro] E  E7  A  Am
        E  E7  A  Am
        E  C  B7  E  C  B7

 

E                     A
Não se admire de um dia
           Am      E
Um beija-flor invadir
  E7            A
A porta da tua casa
           Am         E
Te der um beijo e partir
    B              G#m 
Fui eu quem mandou o beijo
            C#7       F#
Que é pra matar meu desejo

                      B 
Faz tempo que não te vejo
                 E  E7
Ai que saudade d'ocê

( A  Am  E  E7 )
( A  Am  E  C )
( B7  E  C  B7 )

E                      A
Se um dia você se lembrar
             Am        E
Escreva uma carta pra mim
  E7            A
Bote logo no correio
            Am        E
Com frases dizendo assim
    B               G#m  
Faz tempo que não te vejo
        C#7       F#
Quero matar meu desejo
                        B 
Lhe mando um monte de beijos
                  E   E7
Ai que saudade sem fim

( A  Am  E  E7 )
( A  Am  E  C )
( B7  E  C  B7 )

E                 A
E se quiser recordar
       Am        E
Aquele nosso namoro
  E7            A
Quando eu ia viajar
     Am         E
Você caía no choro
        B           G#m 
E eu chorando pela estrada
             C#7      F#
Mas o que eu posso fazer?
                   B 
Trabalhar é minha sina
           B        E
Eu gosto mesmo é d'ocê

 


 

Dona da Minha Cabeça – Geraldo Azevedo

Dona da Minha Cabeça - Geraldo Azevedo

 Intro-F G A C D

 

F              G                       A      F
dona da minha cabeça , ela vem como o carnaval
               G                       A      F
e toda paixão recomeça, ela é bonita, é demais
F                 G                  A        F
não há um porto seguro, futuro, também não há
                 G                    A         F
mas faz tanta diferença, quando ela dança, dança!

Refrão
 F                 G                   A  C  D
eu digo e ela não acredita, ela é bonita,demais
F                  G                   A         C  D
eu digo e ela não acredita, ela é bonita,é bonita

.F              G                        A     F
dona da minha cabeça quero tanto lhe ver chegar
F                    G                  A                F
quero saciar minha sede milhões de vezes, milhões de vezes
               G                     A        F
na força dessa beleza que eu sinto firmeza e paz
                G                        A            F        G
 por isso nunca desapareça, nunca me esqueça, não te esqueço jamais

refrão
F                  G              A       C  D
eu digo e ela não acredita, ela é bonita,demais
F                  G              A               C D
eu digo e ela não acredita, ela é bonita,é bonita

 


 

Canta Coração – Geraldo Azevedo

Canta Coração - Geraldo Azevedo

        D         G             B7       Em      :
Canta, canta passarinho, canta, canta miudinho    :
    A7             D                           :
Na palma da minha mão                             :
       D        G               B7          Em    : Refrão
Quero ver você voando, quero ouvir você cantando  :
       A7         D                            :
Quero paz no coração                              :
       D         G              B7          Em    :
Quero ver você voando, quero ouvir você cantando  :
       A7          D  
Na palma da minha mão

    D            G          D         C
Na palma da minha mão tem os dedos tem as linhas
       E       Am         C         F  C
Que olhar cigano caminha procurando alcançar
           D                            G 
A nau perdida, o trem que chega, a nova dança
      A7        D               A7     D     
Mata verde esperança, em suas tranças vou voar

      G    D      Em A7         D 
Passarin…in…nho    eu vou voar

(repete refrão)

       A7           D
Quero paz no coração

               G        D             C
Meu alegre coração é triste como um camelo
    E              Am      C             F  C
É frágil que nem brinquedo, é forte como um leão
        D                       G 
É todo zelo, é todo amor, é desmantelo
        A7            D              A7           D      
É querubim, é cão de fogo, é Jesus Cristo, é Lampião

      G    D    Em A7         D  
Passarin…in…nho    eu vou voar
      G    B7     Em A7         D  
Passarin…in…nho    eu vou voar
      G    D    Em A7         D 
Passarin…in…nho    eu vou voar

G B7 Em A7 D (…)

 


 

Singular – Anavitória

Singular - Anavitória

Intro: G C Am Em

 

C
É tão singular
G                 Am
O jeito que me observa acordar
Em                C
E meu cabelo não parece te assustar
G                    Am
Você, incrivelmente, não se importa
D
Se eu te chutar a noite inteira
C
É singular
G                   Am
Tua vergonha e tua forma de pensar
Em                       C
O teu abraço que me enlaça devagar
G                    Am             D
E enfeita todos os meus dias e horas 
   Am                     C
É tão particular o meu encontro 
                  G
quando é com você
                       D
O meu sorriso quando tem o teu pra
             Am
 acompanhar
                            C
As minhas histórias quando você
               G
para pra escutar
                     D
A minha vida quando tenho alguém 
pra chamar
    C
De vida

(G Am Em C G Am Em ) 2x

C
É tão singular 
G                     Am
A habilidade que eu tenho em montar
Em                   C
Um arsenal de clichês pra te cantar
G                     Am            D
Na intenção de te fazer não esquecer
                 C
Que eu nunca vou parar de te chutar 
G
a noite inteira
       Am
Mesmo se você brigar
Em
Eu te enlaço
          C
E não me permito soltar
G              Am
Pro nosso nós não deixar de ser 
    D               C   D
assim: tão singular
Am                     C
É tão particular o meu encontro 
                  G
quando é com você
                       D
O meu sorriso quando tem o teu pra
             Am
 acompanhar
                            C
As minhas histórias quando você
               G
para pra escutar
                     D
A minha vida quando tenho alguém 
pra chamar
    C
De vida

( G Am Em C G Am  D )

 


Amei Te Ver – Tiago Iorc

Amei Te Ver - Tiago Iorc

Intro: Am  C  Dm  F  G

Primeira Parte:

Am
Ah
               C
Quase ninguém vê
  Dm
Quanto mais o tempo passa
                              F  G
Mais aumenta a graça em te viver

Am
Ah
                C
E sai sem eu dizer
     Dm
Tem mais no que te mostro
                             F    G
Não escondo quanto gosto de você

Pré-Refrão:

F
    O coração dispara

Tropeça, quase para
Am
   Me encaixo no teu cheiro
G
  E ali me deixo inteiro

Refrão 2x:

C             Am
  Eu amei te ver
            F
Eu amei te ver
            C
Eu amei te ver

Segunda Parte:

Am
Ah
               C
Quase ninguém vê
  Dm
Quanto mais aumenta a graça
                          F  G
Mais o tempo passa por você

Am
Ah
                C
E sai sem eu dizer
   Dm
O tanto que eu gosto
                                  F    G
Me desmancho quando encosto em você

Pré-Refrão:

F
    O coração dispara

Tropeça, quase para
Am
   Me encaixo no teu cheiro
G
  E ali me deixo inteiro

Refrão 2x:

C             Am
  Eu amei te ver
            F
Eu amei te ver
            C
Eu amei te ver

Terceira Parte:

F
    O coração dispara

Tropeça, quase para
Am
   Me enlaço no teu beijo
G
  Abraço teu desejo
F
    A mão ampara a calma

Encosta lá na alma
Am
   E o corpo vai sem medo
G
  Descasca teu segredo

F
    Da boca sai: não para

É o coração que fala
Am
   O laço é certeiro
G
  Metades por inteiro
F
    Não vou voltar tão cedo
                           C
Mas vou voltar porque eu amei te ver
     Am
Eu amei te ver
F             C
    Eu amei te ver

            Am
Eu amei te ver
            F
Eu amei te ver
            C
Eu amei te ver

            Am
Eu amei te ver
            F 
Eu amei te ver
            C
Eu amei te ver

            Am
Eu amei te ver
            F 
Eu amei te ver
            C
Eu amei te ver

 


 

Todo Azul do Mar – Flávio Venturini

Todo Azul do Mar - Flávio Venturini

Introdução: D G C Em C D  G C G  C

 

D   G C        Em 
Foi assim, como ver o mar 
Bm    C               G  Am        
A primeira vez que os meus olhos    se viram no seu 
 D  
olhar 
         D  G C         Em
Não tive a intenção  de me apaixonar 
Bm    C        G Am                  D  
Mera distração e já era      momento de se gostar 

C    D G         C           G
Quando eu  dei  por mim nem tentei fugir 
 Am        B   Em A      A     D  
Do visgo que me prendeu     dentro do seu olhar 
C    D G      C        G
Quando eu  mergulhei no azul do mar
  Am      B  Em A      D
Sabia que era  amor e   vinha pra ficar 

   D   G C          Em
Daria prá pintar todo azul do mar  

         Bm      C        G Am                                 
Dava prá encher o universo da vida que eu quis prá 
D  
mim 

C  D G       C        G
Tu…do  que eu fiz foi me confessar 
Am         B   Em A       D
Escravo do teu   amor,    livre para amar 
C    D G      C           G
Quando eu  mergulhei fundo nesse olhar 
Am      B  Em     A         D
Fui dono do mar   azul,    de todo azul do mar 

D  G  C        Em C C
Foi assim, como ver o mar 
       D  G C         Bm C  
Foi a primeira vez  que eu vi o mar 
D  G  C          Em C 
Onda azul, todo azul do mar 
      D  G C          Bm C  
Daria pra beber todo azul do mar 
         D  G C        Em C  
Foi quando eu mergulhei  no azul do mar

 


 

Mais Bonito Não Há – Tiago Iorc

Mais Bonito Não Há - Tiago Iorc

[Intro]  C  Am  Em
C  Am  Em

 

C
Nada mais belo
Am
Que olhar de criança
Em
No sol da manhã
C
Chuva de carinho
Am
É o que posso pedir
Em
Nessa imagem tão sã

Lindo no horizonte
F
O amanhã
C
Que eu nunca esqueci

Doce lembrança
F
Do sonho
G
Que eu vejo daqui

G
Ser amor pra quem anseia
F
Solidão de casa cheia
G
Dar a voz que incendeia
Am                G        F
Ter um bom motivo para acreditar

C
Mais bonito não há
F
Pode acreditar
C  Am  Em
Mais bonito não há

( C  Am  Em)

C
Nada mais belo
Am
Que abraço sereno
Em
E sabor de perdão
C
Ver a beleza
Am
E em gesto pequeno
Em
Ter a imensidão
F
Como espalhar por aí
C
Qualquer coisa que faça sorrir
F
Aquietar o silêncio
G
Das dores daqui

G
Ser amor pra quem anseia
F
Solidão de casa cheia
G
Dar a voz que incendeia
Am                G         F
Ter um bom motivo para acreditar

Em
Mais bonito não há
F
Pode acreditar
Em
Mais bonito não há
F
Pode acreditar

( Em   F  Em   F )
( Em   F  G )

G
Ser amor pra quem anseia
F
Solidão de casa cheia
Em
Dar a voz que incendeia
Am                G          F
Ter um bom motivo para acreditar

C
Mais bonito não há
F
Pode acreditar
Em
Mais bonito não há
F
Pode acreditar
Em
Mais bonito não há
F
Pode acreditar
C
Mais bonito não há